Projeto Escrevendo Sem Medo #ESM – Outubro e Novembro

Olá leitores do Sala Literária! Não me julguem, mas esqueci completamente no mês passado do texto do projeto Escrevendo Sem Medo, do blog Historiar. Quando lembrei o mês de novembro já estava começando, então decidi trazer os dois no mesmo dia para vocês.

O ano já está acabando e estou torcendo para que ano que vem o projeto continue. Foi uma experiência muito boa. Talvez, tendo ou não o projeto novamente, tentarei escrever mais sobre assuntos diferentes. Se tiverem interessem em algum assunto, deixem nos comentários (aqui ou em outro post que posso tentar trazer para vocês  😉 ).

Agora, vamos aos temas desses dois últimos meses. Espero que gostem!

 

Outubro

Outubro: A criança que eu fui gostaria de estar perto da pessoa que eu sou hoje?

“Esse tema é bastante comum, já vi bastante por aí, mas eu acho muito importante pararmos para refletir se estamos – ou não – fazendo um bom trabalho como seres humanos adultos.”
Esse é um tema complicado, mesmo que seja comum. É difícil ser sincera sem parecer arrogante ou desvalorizada de mais.
Em alguns pontos acredito que a criança que já fui gostaria sim de estar perto de mim hoje. No último ano, aprendi coisas que jamais tive contato. E não me refiro ao material, mas relacionado a mim mesma. Fui colocada em tantas situações que me fizeram repensar sobre quem me tornei.
Mudei muito, e talvez, só talvez essa criança não goste tanto assim de mim porque sou bem diferente dela. Não tem como você mudar sua essência, mas a percepção de mundo muda, com certeza.
Independente se essa criança gostaria ou não de estar perto do meu eu de hoje, acredito que é bem melhor do que aquele eu pequeno. Mantive muito sobre a minha opinião, coisas que as pessoas esperam que eu mude, mas que não vai mudar. Esse é o ponto que talvez essa criança fique feliz comigo. Porém tive que mudar muito em outros aspectos, não pelas pessoas ou suas expectativas, mas para eu conseguisse me encontrar.

 

Novembro

Novembro: A minha estação do ano favorita.

“Revele qual a sua estação do ano favorita e exponha o porquê de tal estação ser a sua favorita. Se você não tem uma estação favorita, fale como você se sente diante de todas elas.”
Escolher uma única estação é complicado. Todas tem seu encanto.
No verão, o calor me deixa mais animada em certos dias, mas o excesso deste me deixa exausta ao mesmo tempo. Porém, o que acaba me convencendo de que essa estação também é boa está nas chuvas de verão (que são uma delícia e revigorantes) e no fato de que o clima de natal está bem no inicio dessa época.
O outono, acredito ser o meu preferido. Apesar da cidade em que moro hoje a temperatura não variar taaaanto assim, o outono é aquele momento nem tão fio, nem tão quente, onde você pode curtir o dia com um clima mais agradável. Mas o que mais me encanta é a mudança da paisagem, com as folhas secas. Fazem uma bagunça, mas é lindo!
A primavera também não fica atrás. A paisagem muda completamente do vazio do inverno para as cores da nova estação. Como bióloga, não tem como não gostar da natureza, nem que seja apenas para admirá-la.
E por fim o inverno, uma estação que muitos odeiam por conta do frio, principalmente quando você precisa sair do chuveiro. Mas o que me faz gostar do inverno, tanto quanto do outono, é que essa estação me faz refletir muito sobre pontos importantes da minha vida. Não sei o que acontece, mas especialmente no inverno fico mais reflexiva.
 

Finalizando…

Espero que tenham gostado dos textos acima. Este projeto tem sido muito bom para poder compartilhar com vocês um pouco sobre os meus pensamentos. 
 

Um abraço e até o próximo post!

Escrito por: Taísa Ferreira Dias

Imagens obtidas no site pixabay.com

 

© 2017, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *