Porção Literária #26 – Sorrisos Quebrados

Olá leitores! Ontem vocês puderam ler a nossa resenha do livro Sorrisos Quebrados, da autora Sofia Silva e hoje separamos alguns dos melhores trechos do livro.

Bora conferir?

Skoob | Compre: Amazon | Americanas | Submarino | Livraria da Folha | Livraria Cultura

 

As Porções

 

De nós dois, todas as pessoas deixavam claro que eu era a felizarda no relacionamento. Também pensava assim quando escutava essas palavras. Como de todas as minhas amigas, que nutriam uma pequena paixão por ele, fui eu a escolhida? Os meus sonhos não poderiam ser mais perfeitos. O Roberto era a prova de como os homens não são românticos somente na literatura. Ele era o meu conto de fadas. Só não imaginei que o papel dele na nossa história não era de príncipe, mas o pior dos vilões.

 

Ele sai da jaula e não tenho tempo para entrar em pânico ou pensar no que está acontecendo. Puxo com força a coleira, mas é de ferro e couro. Tento, tento, tento… tento mais uma vez até que sei que não vou sair desta jaula viva. Mas o instinto não me deixa desistir e continuo puxando até meus dedos sangrarem. Não vou morrer sem tentar.

 

Caminho devagar pelos jardins da Clínica onde vivo por opção. Um lugar que tem sido o meu lar nos últimos dois anos e onde, dia após dia, sinto que o mundo lá fora pode voltar a ser uma realidade para mim, mas não hoje. Hoje cada passo dói. Talvez a dor seja maior porque é aniversário da minha morte.

 

Estar em um relacionamento, por mais simples que pareça ser, requer o que já não tenho; o que sinto não poder dar a outra mulher, pois quando tentei desenterrar a única que amei, fiquei preso no caixão de onde ela saiu.

 

Fico parado, observando extasiado, e toda a raiva que sentia até momentos atrás vai se desgastando, dando lugar à emoção. Sofro tanto por toda a porcaria que aconteceu comigo, mas sofro principalmente com a tristeza da pessoa que mais amo no mundo. Nenhum pai gosta de ver um filho infeliz, e o meu coração estilhaça por saber que não tenho poder de fazê-la feliz como sonho e ela merece. Mas hoje, vendo como ri alto e conversa com a pintora, algo que nunca faz, esperança sussurra no meu ouvido.

 

Estou rindo. Sim, eu estou rindo. Não me importo com a forma dos meus lábios ou a pele cicatrizada que encolhe e estica de forma estranha. Nada disso interessa porque, neste momento, estou feliz e isso… isso nunca acontece.

 

“Só existem essas duas mentiras que podemos aceitar: a vida para aproveitarmos ao máximo e as estrelas para tocar.”

Espero que tenham gostado dos quotes.

Nos vemos no próximo post!

 

Escrito por: Taísa Ferreira

© 2017, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *