Porção Literária #29 – Valeu, Universo!

Olá leitores do Sala Literária! A resenha de destaque dessa semana foi o livro Valeu, Universo!, da querida e nossa parceira Luísa Aranha. E não posso deixar de trazer uma Porção Literária, com alguns dos melhores trechos do livro para vocês.

Espero que assim como eu, vocês também amem esses quotes!

 

ResenhaSkoob | Amazon | Editorial Hope

 

As Porções

 

Só sei que quando vi, eu já estava nos braços dele, ele me beijou e eu juro que na hora pensei “me ferrei”. Não sei, alguma coisa nele me despertou algo diferente. Não aquela coisa de fogo, de paixão, de tesão, mas algo muito mais sereno e gostoso.

 

Meus óculos escuros não foram capazes de me proteger dos sorrisos dela. A gente ficou e quando eu a beijei, pensei que estava fodido. Como pode alguém exercer tanto poder sobre você? Ela me enfeitiçou, só pode!

 

Eu fiquei ali abraçada nele,fazendo cafuné e uma dolorosa sensação de alívio no peito. Mas não consegui falar que o amava. Acho que não ia ajudar em nada, porque ele já estava tão estraçalhado, que talvez parecesse pena ou compaixão. Eu apenas existi para ele naquele momento, como um porto seguro, e disse que eu não ia abandonar o barco e que depois da tempestade sempre vem dias ensolarados.

 

Enquanto eu dirigia pelas ruas desertas eu percebi que toda essa angústia no meu peito é porque eu amo o Theo. É! Eu amo o Theo! Que vontade que eu tive de gritar “Te amos Theo!”. Mas sei que eu percebi tarde demais e talvez tudo tenha mudado porque ele disse: “Lia, tudo que eu amo em Porto Alegre é você” e eu me calei e não respondi.

 

 

Nem preciso falar quanto as decisões me magoaram mesmo. Não é algo que se consiga esquecer. Ela foi burra, irresponsável, eu sei disso. Ele também. Mas o que eu não consigo admitir é que ela não tenha conversado comigo antes de decidir que eu setava fora da sua vida. Isso eu não vou perdoar nunca.

 

Parece que o universo resolveu de uma vez por todas me ajudar. Não era exatamente o que eu esperava, mas… nem sempre as coisas são como queremos. Esse ano resolvi que não vou criar metas para o próximo. Meu único objetivo é viver, sem tantas complicações e ver o que o futuro me reserva.

Espero que tenham gostado dos quotes.

Nos vemos no próximo post!

 

Escrito por: Taísa Ferreira

© 2017, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *