A Caixa de Pandora, de Juliana França Soares [Primeiras Impressões]

Título: A Caixa de Pandora

Autora: Juliana França Soares

Ano: 2017

 

Sinopse

“A caixa de Pandora é uma expressão utilizada quando se quer fazer referência a algo que gera curiosidade, mas que é melhor não ser revelado ou estudado, sob pena de se vir a mostrar algo terrível, que possa fugir de controle. ” 

O famoso cientista, Dr. Hills, envolvido na fabricação de vacinas capazes de curar e inibir os resistentes vírus transmitidos pelo mosquito Aedes Aegypti, descobre as irregularidades cometidas pelos financiadores do Projeto PANDORA e tenta alertar as autoridades, entretanto, tarde demais tornando-se o principal suspeito de criação ilegal de armas biológicas e associação ao terrorismo. 

Aidan Scott, preocupado com o futuro e a segurança de sua esposa e de sua pequena filha, Liesel, teme que o pior aconteça diante da verdadeira natureza da criação. No entanto, a epidemia se espalha pelo mundo contaminando e dizimando parte da população terrestre. 

Quinze anos depois aqueles que não foram contaminados tentam sobreviver à infestação de mortos-vivos que se propagou por todo o planeta.  Aidan tornou-se um homem frio e calculista que recebe uma missão um tanto inusitada e suicida com a chegada de três desconhecidos em sua Comunidade. 

Norah, a líder do grupo misterioso, propõe um acordo prometendo à Aidan algo que ele tanto carece em troca da ajuda que ela necessita. 

Nessa jornada, Aidan terá que descobrir uma maneira de se reconectar com a seu antigo Eu ao esbarrar com sobreviventes da catástrofe nem sempre tão amigáveis, aprendendo nas demonstrações fé de Norah que ao contrário do que ele acredita, Deus não os havia abandonado. 

Todavia, Aidan se verá de frente com a maior decisão de sua vida: abrir mão da mulher que ama ou se redimir salvando a raça humana, garantindo a segurança permanente de sua família e comunidade?

 

Minhas Conclusões sobre A Caixa de Pandora

Adoro fazer as primeiras impressões de livros. Mesmo sendo um pouco mais complicado, pois muito da história apenas será revelada em capítulos mais distantes, as primeiras impressões sempre deixam aquele gostinho de quero mais e me faz imaginar o que o autor(a) vai trazer no restante da história.

Em A Caixa de Pandora não foi diferente. Particularmente adoro histórias com zumbis e mundo pós-apocalíptico e este livro cada capítulo do livro me deixava mais instigada.

A história é intercalada entre alguns personagens, contando um pouco do que viveram no momento em que se iniciou os ataques, o que estão vivendo no pós-apocalíptico e algumas explicações sobre essa infeção.

Logo no início a autora já começa a falar um pouco sobre esses zumbis. Neste livro existem dois tipos de zumbis: os caçadores e os corredores. Os caçadores estão início do infecção e são mais lentos já os corredores estão mais avançados na infecção e totalmente ao contrário dos caçadores, estes não são nem um pouco lentos.

A escrita detalhada e ao mesmo tempo sem perder o foco da história, nos transporta diretamente para o cenário, nos segurando na leitura. A autora traz algumas doenças que já conhecemos como possibilidades para o surgimento da doença, em especial relacionando não só o cenário brasileiro como também um transmissor encontrado aqui, saindo um pouco do já maçante enredo gringo.

Estou bem curiosa sobre o que virá com o restante do livro. Imaginem só, se os primeiros capítulos já têm tanta informação boa o que não será do restante?

 

Participe!

Espero que tenha gostado da resenha. Se gostou do livro e quer conhecê-lo melhor, você pode adquirir no link abaixo da sinopse. Deixe nos comentários a sua opinião e contribua com crescimento do blog, agregando sua visão sobre a história.

Livros precisam ser lidos, relidos e discutidos.

Aproveite e assine o nosso BOLETIM, localizado na lateral do site e fique por dentro das novidades aqui do blog. Não se esqueça de conferir nossa última resenha do livro Entre Quatro Paredes, de B. A. Paris.

Um abraço e até o próximo post. 😉

 

Escrito por: Taísa Ferreira Dias

© 2017, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *