Adastreia, de Isabela Mião [RESENHA]



Título: Adastreia

Autora: Isabela Mião

Páginas: 284

Ano: 2016

 

“A paz que o dominou quando ela ressonou baixinho o fez sorrir. Com certeza, Alecto era a pessoa que mais importava no mundo para ele e a protegeria com sua vida se fosse necessário.”

 

Sinopse

‘Nem todos os momentos de nossas vidas são previsíveis. Existem aqueles que chegam e nos pegam desarmados, pois apesar de serem inesperados, são inevitáveis.’
E isso não foi diferente para a jovem Alecto. Filha ilegítima de Ana, Duquesa da Prússia e um amante de sua juventude, Alecto leva uma vida normal e dentro dos padrões da corte prussiana de 1494, sendo uma jovem dócil e de acordo com os modelos da sociedade.
Porém, no seu aniversário de dezesseis anos, um fato que sua mãe escondeu dela sua vida toda vem a tona, fazendo com que a vida da jovem moça e todos a seu redor se transforme de uma tal maneira que nunca mais virá ser a mesma. Um livro cheio de romances, intrigas e descobertas pessoais, Adastreia é uma leitura transporta seu leitor por grandes aventuras pelo Sacro Império Romano Germânico de 1494.

 

 

Resumo

Ana, Duquesa da Prússia, é casada com um homem que a desmerece e a faz sofre há muito tempo, com seus casos extraconjugais. Sofrendo a falta de afeto, Ana acaba encontrando o amor nos braços do Imperador de Habsburg, Maximilian, e deste caso nasce a pequena Alecto. Um lindo bebê cujo cabelos loiros denunciam a traição da Duquesa, fazendo com que seu marido a deixe. Porém, seu filho mais velho, Richard, toma o lugar do pai e cuida de Ana, Alecto e suas irmãs.

Alecto é uma jovem adolescente que está a poucos dias de completar seus 16 anos e agora ela decide convidar seu verdadeiro pai para sua festa de aniversário. Maximilian, que está louco para pedir seus direitos sobre a filha não perde a oportunidade de ir a esta festa, tirando o sossego da família.

Acatando ao pedido de Alecto, Richard e Ana permitem o convite a Maximilian. Mas a chegada deste convidado, junto à sua filha e o Duque de Milão, Ludovico, irá mudar completamente a vida de toda essa família.

 

Minha Opinião Sobre Adastreia

Este é o primeiro livro de romance de época que leio e devo confessar, que apesar do fato dos casamentos daquela época serem arranjados em função de alianças entre famílias me irritar, a estória me cativou muito.

Não quis contar muito no resumo, pois acredito que tiraria o gosto da leitura de vocês, mas vou tentar esclarecer bem mais aqui, porém sem revelar muito mais do que vai acontecer.

A estória se passa no ano de 1474, ou seja, em um período bem diferente do nosso socialmente e politicamente. Os casamentos naquela época eram arranjados para as moças ainda jovens. Nem ao menos tinham parado de brincar de boneca e já estavam de casamento marcado, se não com um filho ou dois nos braços. Mas essa é uma característica bem clara desta época. A descrição das vestimentas e do comportamento dos personagens foi bem caracterizado pela autora. Sempre moças recatadas, vestidas com grandes vestidos da época.

Os personagens são cativantes, ou então odiosos (rsrs). Alecto é uma moça super doce, mas que sabe bem o que quer e não se entrega de corpo e alma como algumas moças da sua idade, nem se apressa para se casar. Ela é uma personagem tão marcante que consegue dobrar Ludovico, que tem uma péssima fama de se divertir com várias mulheres. Ela o deixa completamente apaixonado.

Richard, apesar de turrão e às vezes até mesmo grosso, é no fundo um homem cheio de amor e capaz de fazer qualquer coisa para ver Alecto feliz. Ele a protege desde seu nascimento, e fica muito difícil não gostar dele, vendo como luta pelo bem de sua família.

Ana, a mãe de Alecto, é uma mulher, que aos meus olhos é bastante instável e egoísta. Ela ainda ama Maximilian e acaba se deixando levar por este amor, mesmo que isso acabe causando mal à sua família, principalmente a Richard. Maximilian é um personagem que ainda não defini bem se gosto ou não dele, mas não me simpatizei muito, por enquanto. Ele parece que realmente ama Ana, mas a mantém como amante, já que ele está noivo de outra mulher.

Ludovico, é realmente um mulherengo, mas que parece estar perdidamente encantado pela beleza e personalidade de Alecto. Ele não é um modelo de mocinho e receio que não seja um bom esposo para Alecto.

A escrita da autora me deixou encantada! Como disse no início, esse hábito de casamento por conveniência que acontecia com frequência naquela época é o ponto que mais me irrita no livro. Mas levando em consideração todos os fatos e a época, este livro é encantador e prende à leitura com muita facilidade, prova disso foi que li este livro em apenas um dia. Amei os personagens e como foram claramente descritos. Amei a descrição dos locais, que mesmo sendo feito de forma detalhada não deixou o texto cansativo, sem deixar o raciocínio dos diálogos serem quebrados.

Os segredos que as pessoas carregam dentro dessa família ainda mudarão mais a estória e poderão dar um outro rumo a vida de Alecto no próximo livro. Adastreia termina com um gancho para o próximo livro que deixa o leitor completamente curioso.

Recomendo este livro para quem gosta de histórias de época, principalmente que contém a continuação. Para quem quiser ler infelizmente terá que esperar um pouquinho, pois Adastreia se encontrava no Wattpad, porém agora o livro está passando por uma seleção para publicação. Você o encontrará na plataforma apenas para degustação, o que não custa nada você dar uma lidinha lá e me contar aqui o que acha.  😉 E quando sair a versão impressa eu conto para vocês, assim quem quiser ter este maravilhoso livro na estante já poderá adquiri-lo. Vamos cruzar os dedos!

 

Participe!

Espero que tenha gostado da resenha. Se quiser conhecer mais a autora, fizemos um cantinho especial para ela aqui no blog. Se ficou curioso, leia a degustação do livro aquiDeixe nos comentários a sua opinião e contribua com crescimento do blog, agregando sua visão sobre a história.

Livros precisam ser lidos, relidos e discutidos.

Aproveite e assine o nosso BOLETIM, localizado na lateral do site e fique por dentro das novidades aqui do blog. Não se esqueça de conferir nossa última resenha do livro O Beijo da Morte – Sob a Luz das Galáxias#1, Judie Castilho.

Um abraço e até o próximo post. 😉

Escrito por: Taísa Ferreira Dias



© 2017, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *