Amor & Gelato, de Jenna Evans Welch [RESENHA]

Título: Amor & Gelato

Autora: Jenna Evans Welch

Páginas: 320

Ano: 2017

Editora: Intrínseca

 

Sinopse

Depois da morte da mãe, Lina fica com a missão de realizar um último pedido: ir até a Itália para conhecer o pai. Do dia para a noite, ela se vê na famosa paisagem da Toscana, morando em uma casa localizada no mesmo terreno de um cemitério memorial de soldados americanos da Segunda Guerra Mundial, com um homem que nunca tinha ouvido falar. Apesar das belezas arquitetônicas, da história da cidade e das comidas maravilhosas, o que Lina mais quer é ir embora correndo dali.

 

 

Mas as coisas começam a mudar quando ela recebe um antigo diário da mãe. Nele, a menina embarca em uma misteriosa história de amor, que pode explicar suas próprias origens. No meio desse turbilhão de emoções, Lina ainda conhece Ren e Thomas, dois meninos lindos que vão mexer ainda mais com seu coração.

 

 

Uma trajetória que fará Lina descobrir o amor, a si mesma e também aprender a lidar com a perda. Amor & gelato é uma deliciosa viagem pelos mais românticos pontos turísticos italianos, com direito a tudo de mais intenso que o lugar tem a oferecer: desde paixões até corações partidos.

Skoob | Intrínseca | Comprar: Amazon – SaraivaLivraria da FolhaSubmarinoLivraria Cultura

 

Resumo

Lina acabou de perder a mãe devido a um câncer e antes de morrer sua mãe lhe pediu que fosse morar com seu pai na Itália. Aquilo parecia um pesadelo para Lina, mas ela precisava cumprir a promessa que fez para a mãe e depois de uma longa viagem de avião ela finalmente chega à Itália e conhece Howard, seu pai.

Um homem alto, de cabelos claros e que mora em um cemitério. Sim, é isso mesmo que você leu. Em um cemitério! Mas não é qualquer cemitério. Howard cuida do cemitério memorial dos soldados americanos da Segunda Guerra. Sem pensar duas vezes Lina sente que precisa voltar para casa e para sua vida antiga.

Porém um diário misterioso e um novo amigo, chamado Ren, podem mudar um pouco o rumo de toda essa história.

 

Minhas Conclusões sobre Amor & Gelato

Pensa em um livro fofo! É esse. Inicialmente imaginei que a história de Lina seria completamente triste por causa da falta da mãe, mas a personagem é muito forte. É possível notar que a ligação entre mãe e filha é intensa e sem segredos, mesmo que a autora tenha se resumido a poucas linhas sobre a mãe antes da morte. Acredito que este não era o foco da história e prolongar sobre o momento da despedida da mãe não seria um ponto crucial para a história.

A autora conseguiu desenvolver personagens tão cativantes que é impossível não torcer por eles o tempo todo. Lina sempre está atrás de informações sobre sua mãe e sente falta dos amigos e da vida que tinha nos EUA. Apesar de emocionalmente fraca pela perda recente da mãe, ela luta para se manter de pé. Não é a personagem que você precisa ter pena dela. O leitor quer apenas acompanhar seus passos e descobrir junto os segredos da mãe.

Howard é um super pai-amigo. Apesar da resistência de Lina em aceitar a situação, já que sua mãe nunca havia mencionado sobre ele até ficar doente, a personagem consegue reconhecer que ele é um cara legal. Não tem como não gostar desse personagem.

Ren, ou Lorenzo, é o novo amigo da Lina e vai para cima e para baixo com ela. Logo que se conhecem é possível notar uma harmonia entre eles. Não há tempo ruim para Ren quando o assunto é Lina. Os personagens secundários também são cativantes, porém não aparecem com tanta frequência o que acaba fazendo com que passem um pouco despercebidos.

O diário da mãe de Lina é entregue a ela assim que chega na Itália e aos poucos vamos revivendo a história da mãe e a mensagem que ela queria passar para a filha. É possível notar logo de cara, que tem alguma coisa estranha nessa história toda de Itália e do seu parentesco com Howard. À medida que a personagem viaja pelas páginas ela percebe que há um grande mistério por trás do passado da mãe, que talvez ninguém saiba.

Um detalhe que achei desnecessário foi a leitura lenta do diário que Lina conseguiu fazer. Qualquer outro personagem leria o diário em horas e Lina levou dias! Sim, DIAS! Entendo que ler o diário da mãe não deve ter sido fácil, mas diante das revelações eu tentaria ler o diário por completo antes de tirar conclusões precipitadas. É claro que isso tornaria o livro pequeno demais, já que a história se desenrola em função do diário, mas ainda assim eu o leria mais rápido.

Como a autora viveu um tempo na Itália tornou a descrição dos locais em que Lina visita muito reais. Mesmo sem muito detalhes, a autora conseguiu passar a imagem de forma tão intensa e deslumbrante que no mesmo momento tive que procurar fotos dos lugares e ver com meus próprios olhos!

Esperava um desfecho mais emocionante, assim como foi a corrida atrás da história do diário da mãe de Lina. Os diálogos neste ponto se tornaram muito “conto de fadas” onde tudo é possível e não há limites. Porém, ainda assim, a história nos envolve do início ao fim e ficamos torcendo para que o amor prevaleça, afinal de contas é a Itália!

 

Participe!

Espero que tenha gostado da resenha. Se gostou do livro e quer conhecê-lo melhor, você pode adquirir nos links abaixo da sinopse. Deixe nos comentários a sua opinião e contribua com crescimento do blog, agregando sua visão sobre a história.

Livros precisam ser lidos, relidos e discutidos.

Aproveite e assine o nosso BOLETIM, localizado na lateral do site e fique por dentro das novidades aqui do blog. Não se esqueça de conferir as nossas primeiras impressões do livro Um Ano Sabático, de Renata R. Corrêa.

Um abraço e até o próximo post. 😉

 

Escrito por: Taísa Ferreira Dias

© 2017, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *