Lidos do Mês de Outubro [2017]

Olá leitores do Sala Literária! Mês de novembro quase acabando, mas não esqueci de trazer para vocês a lista de lidos do mês de outubro. Apesar de ter demorado para liberar este post, saiba que as leituras do mês passado foram maravilhosas!

Espero que você também goste e que encontre boas sugestões de leituras aqui. Se já tiver lido algum desse livros, comente aqui o que achou, para discutirmos sobre ele!

Agora, sem mais enrolação, vamos aos livros do mês de outubro!

 

O Vilarejo, de Raphael Montes

vilarejo

Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas. É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome.

As histórias podem ser lidas em qualquer ordem, sem prejuízo de sua compreensão, mas se relacionam de maneira complexa, de modo que ao término da leitura as narrativas convergem para uma única e surpreendente conclusão.

A história do vilarejo, localizando em algum lugar na Europa, é contada através de contos escritos pelo padre, demonologista e teologo Peter Binsfeld. Cada conto está relacionado a um demônio que representa um pecado capital: Belzebu (gula), Leviathan (inveja) , Lúcifer (soberba), Asmodeus (luxúria), Belphegor (preguiça), Mammon (ganância) e Satan (ira).

Neste vilarejo pessoas estão morrendo, grande parte porque o frio e a fome tomaram o lugar, porém o pior vai muito além disso.

Resenha aqui.

 

Sorrisos Quebrados, de Sofia Silva

Sorrisos Quebrados gira em torno de três personagens: a jovem Paola, a pequena Sol e seu pai, André. Os três são vítimas de violências distintas, que deixaram marcas profundas em cada um. Trata-se de uma história de superação de dores, magia, estrelas e de como importantes laços humanos podem se formar a partir da autoaceitação, da arte e da tolerância no cotidiano.

Paola está desesperada para fugir de casa. Seu namoro perfeito de anos, acabou em um casamento abusivo e violento. Da noite para o dia o seu marido, carinhoso e perfeito, se transformou totalmente. Na noite em que conseguiu escapar – assim achava – Paola foi atacada pelo pit bull de seu marido e viu sua vida escapando.

Após o ataque, por um milagre, Paola conseguiu sobreviver. 6 anos se passaram e ela ainda tenta se recuperar dos traumas de seu passado. Agora, morando em uma clínica, ela luta para seguir em frente e aceitar suas cicatrizes, externas e internas.

Mas a vida de Paola só começa a mudar de verdade quando ela conhece a pequena Sol, uma das pacientes da clínica que também luta contra seus traumas. Através de Sol, Paola conhece André, que apesar do físico ameaçador é um homem doce, porém marcado pelo passado.

Mesmo apreensivos em se aproximarem, ambos não conseguem resistir à força que tende a mantê-los perto e quem sabe não poderá ser o caminho para curar suas feridas.

Resenha aqui.

 

Corte de Espinhos e Rosas, de Sarah J. Maas

Em Corte de Espinhos e Rosas, um misto de A Bela e A Fera e Game of Thrones, Sarah J. Maas cria um universo repleto de ação, intrigas e romance.

Depois de anos sendo escravizados pelas fadas, os humanos conseguiram se libertar e coexistem com os seres místicos. Cerca de cinco séculos após a guerra que definiu o futuro das espécies, Feyre, filha de um casal de mercadores, é forçada a se tornar uma caçadora para ajudar a família. Após matar um féerico transformada em lobo, uma criatura bestial surge exigindo uma reparação. 

Arrastada para uma terra mágica e traiçoeira que ela só conhecia através de lendas , a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, senhor da Corte Feérica da Primavera. À medida que ela descobre mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade até uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas e Feyre deve provar seu amor para detê-la… Ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

Feyre é filha de mercadores falidos. Seu pai não move uma palha sequer para ajudar no sustento da família e suas irmãs não vivem no mundo real. Quando sua mãe estava no leito de morte, pediu que Feyre prometesse cuidar da família depois de sua morte. Para cumprir essa promessa, Feyre aprendeu a caçar, mesmo sendo ainda um criança.

Ao longo dos anos ela aperfeiçoou sua técnica de caça e com o frio rigoroso, que teimava em assombrar a vida de sua família, Feyre precisou ir mais além para encontrar comida. Ao se aproximar da muralha que dividia as terras humanas das terras dos Grão-Feéricos, Feyre acaba matando um grande lobo. Este era um Feérico, que estava sob a forma de lobo na floresta.

Isso despertou a ira de Tamlin, um Grão-Feérico, que pede a vida da assassina em troca da vida do lobo. Como punição, Tamlin leva Feyre para seu reino, em Prytian, onde viverá longe de sua família e jamais poderá voltar às terras humanas. Mas por trás dessa punição há muito mais mistério do que Feyre poderá imaginar.

Resenha aqui.

 

Um Ano Sabático, de Renata R. Corrêa

 

Quando os sonhos de Rafaela, uma jovem fisioterapeuta, se transformam em pesadelos, ela é diagnosticada com Síndrome de Burnout. De repente, nada mais em sua vida parece fazer sentido, e na busca de si mesma e da felicidade perdida ela precisará ter coragem para recomeçar do zero. 
No seu ano sabático, um tempo de descanso, aprendizado e recomeços, ela se redescobrirá, encontrando coisas que se perderam com o tempo e tentará resgatar a simplicidade dos valores importantes da vida. No meio dessa encruzilhada, que definirá o rumo do seu destino, ela conhecerá o amor verdadeiro. Tudo isso serão pilares fundamentais para sua recuperação e, quem sabe, para encontrar a verdadeira felicidade.

Rafaela saiu cedo de sua casa no interior para estudar na cidade grande. Ela se tornou uma excelente fisioterapeuta e trabalha em uma clínica. Sua rotina de trabalho é intensa o que acaba atrapalhando sua vida pessoal, principalmente em relação a Bruno, seu namorado há anos.

A pressão por todos os lados faz com que Rafaela entre em colapso e precise ser encaminhada para um hospital, onde o médico lhe dá o diagnóstico de Síndrome de Burnout.

Para seu tratamento, além dos remédios e da terapia, Rafaela precisa começar a dizer alguns nãos e mudar completamente sua rotina e sua vida. Ela decide terminar o namoro, alugar um novo apartamento, se afastar do trabalho e focar mais em se descobrir.

Resenha aqui.

 

Escrito por: Taísa Ferreira Dias

© 2017, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *