Lidos do Mês de Novembro [2017]

Olá leitores do Sala Literária! Mês de novembro não rendeu o quanto eu esperava. Larguei um livro pela metade (não fluiu a leitura) e estou com outro lentamente caminhando (espero terminar ainda este mês). Porém, da poucas leituras que fiz, todas me renderam momentos muito bons!

Espero que vocês também gostem e que encontrem boas sugestões de leituras aqui. Se já tiver lido algum desse livros, comente aqui o que achou, para discutirmos sobre ele!

Agora, sem mais enrolação, vamos aos livros lidos do mês de novembro!

 

Valeu, Universo!, de Luísa Aranha

Lia e Theo se conhecem por acaso, em uma festa qualquer e descobrem que são exatamente iguais. Eles não querem namorar, só querem viver aquele lance, mas o Universo conspira todo tempo a seu favor. Ou contra eles. 
Enquanto Lia pensa que está tudo bem, o diário de Theo revela que não. Quando Theo acha que as coisas estão se encaixando o diário de Lia mostra uma confusão. Afinal, será que pessoas tão iguais vão conseguir se encarar?
Valeu, Universo! É uma série de encontros, desencontros e reencontros. Só não da para saber se no final o reencontro é garantido.

Valeu, Universo! conta a história de Lia e Theo, que acabaram de se conhecer em uma festa. Por incrível que pareça o passado, presente, gostos e tudo mais de ambos são iguais. Uma paixão começa a nascer dentro do casal, que contará com o universo para uní-los (ou não).

Resenha aqui.

 

O Ceifador, de Neal Shusterman

A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador – um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a “arte” da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão – ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais -, podem colocar a própria vida em risco.

Neste novo mundo não há mais governantes, apenas a Nimbo-Cúmulo, uma inteligencia artificial que vigia todos os habitantes e providencia tudo que precisam. Mas para decidir quando um humano deve ter a suas existência aniquilada, os Ceifadores entram em cena. Humanos como qualquer outro, porém portadores de conhecimento sobre a pré-imortalidade, e – teoricamente – dotados de sabedoria para decidir qual o próximo ser humano deve ser “coletado”.

Resenha aqui.

 

A Estranha Mente de Seth, de Alana Gabriela 

Nos últimos tempos a parte central da Europa vinha sofrendo com constantes conflitos, assassinatos e atentados violentos contra autoridades do governo que se relacionavam aos Imperialistas Austríacos. Mas nada disso parecia satisfazer os membros da organização secreta Face Negra. Seth Rujanin, por exemplo, vinha buscando como objetivo de vida cometer um ultraje como realizou seu mártir, Bogdan Zerajic, antes de morrer.
Em 1914 ele finalmente teve essa oportunidade e um conflito de proporções catastróficas foi deflagrado e a história da humanidade mudou para sempre com a chegada da Grande Guerra. A barbárie e a violência desse embate destruiu uma geração inteira de poetas, artistas, escritores, músicos, de inventores e atletas. Foram mais de 19 milhões de vidas ceifadas, entre soldados e civis. Homens, mulheres e crianças que viram suas vidas e famílias destruídas pelos horrores das bombas, tiros e gases tóxicos.
Tudo isso foi resultado de uma série de fatores que colapsaram as estruturas políticas da época. Os tiros deflagrados por Seth Rujanin abalaram as estruturas da Europa e acenderam o pavio de uma bomba que estava prestes a explodir. Um homem foi capaz de causar tudo isso!
O que se escondia por trás da mente de Seth Rujanin?
Quais segredos, paranoias ou dilemas ele viveu até aquele momento?
Neste livro você viaja entre as dúvidas, alucinações e a realidade de Seth Rujanin, entre o brilhantismo e a confusão de sua mente, entre os preceitos conformistas e revolucionários. Conheça a sombria e enigmática mente de Seth.

A Estranha Mente de Seth foi um desafio de leitura para mim. Quando li a sinopse imaginei que seria de fato uma leitura diferente, com uma história diferente. Porém, o livro foi mais além. Demorei um pouco para engajar na leitura, não pelo texto ser ruim, mas pela complexidade da mente do personagem.

Resenha aqui.

 

Escrito por: Taísa Ferreira Dias

© 2017, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *