Lidos do Mês de Abril [2018]

Olá queridos leitores! Como vocês estão? O mês de abril não foi tão produtivo quanto eu queria nas minhas leituras. Com aquela ressaca literária que adora nos seguir, li apenas 3 livros durante todo o mês, porém foram leituras muito boas (talvez essa seja a explicação da ressaca). Meus planos para esse mês é ler muito mais, pelo menos o dobro e espero conseguir.

Espero que gostem das minhas leituras de abril. Se tiver lido algum desses livros, comenta logo abaixo do post para que possamos falar sobre eles. Afinal, depois de ler o que nós leitores mais gostamos de fazer é falar sobre leitura, não é mesmo? 

 

Um de nós está mentindo, de Karen M McManus

Cinco alunos entram em detenção na escola e apenas quatro saem com vida. Todos são suspeitos e cada um tem algo a esconder. Numa tarde de segunda-feira, cinco estudantes do colégio Bayview entram na sala de detenção: Bronwyn, a gênia, comprometida a estudar em Yale, nunca quebra as regras. Addy, a bela, a perfeita definição da princesa do baile de primavera. Nate, o criminoso, já em liberdade condicional por tráfico de drogas. Cooper, o atleta, astro do time de beisebol. E Simon, o pária, criador do mais famoso app de fofocas da escola. Só que Simon não consegue ir embora. Antes do fim da detenção, ele está morto. E, de acordo com os investigadores, a sua morte não foi acidental. Na segunda, ele morreu. Mas na terça, planejava postar fofocas bem quentes sobre os companheiros de detenção. O que faz os quatro serem suspeitos do seu assassinato. Ou são eles as vítimas perfeitas de um assassino que continua à solta? Todo mundo tem segredos, certo? O que realmente importa é até onde você iria para proteger os seus.

ResenhaSkoob | Amazon (e-book) | Amazon (Fisico)

 

Muitas pessoas estavam falando sobre esse livro da Karen M. McManus. Alguns não curtiram, outros adoraram. Particularmente fiz a leitura bem rápida desse livro e o final me deixou um tanto quanto surpresa. Esperava qualquer coisa menos o que aconteceu. Talvez um pouco improvável? Talvez, mas isso não o torna menos impactante.

Lembrando que o improvável que me refiro aqui não é o que levou àquele fim, mas sim como ele de fato aconteceu.

 

2990 graus – a arte de queimar no inferno, de Adilson Xavier

O jovem delegado Hermano está longe de ser um policial típico. Filosofa sobre a verdade, gosta de poesia.
Inexperiente e orgulhoso por jamais ter usado sua arma, ele recebe a missão de investigar o assassinato de um deputado federal acusado de desviar verbas destinadas às vítimas de uma grande inundação.
A arma do crime foi um maçarico, usado com impressionantes requintes de crueldade. Outros políticos são
mortos com o mesmo ritual torturante. 
Um pastor evangélico, ex-presidiário, surge como suspeito. A população batiza os assassinos como “Vingadores do Povo”. Pressão total. Ódio e desinformação esquentam os ânimos. A vida de Hermano se transforma num inferno.

 

ResenhaSkoob | Amazon (Físico) | Amazon (Digital) | Panda Books | Site do Livro

 

2990 graus foi uma leitura um pouco mais puxada, pois envolvia um pouco de política e muita polícia na história. Porém, adoro quando o autor traz personagens nada romantizados, cheios de defeitos (humano) e com uma trama bem amarrada. O livro enviado pela Oasys Cultural, usa um pouco do que acontece no cenário político, com algumas cenas bem cruéis.

 

Deixa-me te amar, de Mari Monni

Eduardo Müller é o homem perfeito! Lindo, inteligente, bem sucedido e bom de cama. O que mais uma mulher poderia querer? Antes que você pense que esse é mais um livro sobre um lindo e irresistível CEO, esqueça! 

Ele é um romântico incurável, que sonha em ter uma casa barulhenta, uma família grande e a mulher dos sonhos. Acontece que a mulher dos seus sonhos, Laura, é bem mais complicada do que ele poderia imaginar. Mãe solo de uma casal de gêmeos, ela ergueu firmes barreiras que dificultam qualquer relacionamento amoroso.

Só que Eduardo não é qualquer homem, e não desistirá até que ela diga sim. Mas ele não contava com as surpresas do destino e os desafios que ele trará.

Apesar de ser o ponto de vista masculino de “Uma Chance para Amar”, o livro pode ser lido de forma independente. Porém, recomenda-se a leitura da outra obra para uma melhor experiência com a história.

Resenha | Skoob | Amazon (digital)

 

Mari Monni ganhou uma fã com Deixa-me te amar. Eu já tinha adorado a Laura do livro Uma chance para amar, da mesma autora e o livro que antecede este. Porém, o Eduardo… ai gente, não é porque a Mari é minha parceira não, mas ela conseguiu juntar o bom moço, romântico, bonito, carinhoso, sexy e todos os demais bons adjetivos que vocês pensarem nesse personagem. Não são todos os livros Hot que eu gosto, mas esse…

Uma dica: se você quer romance + Hot em um mesmo livro é aqui que você encontra.

E ainda para quem ama Hot,  já vou avisando que li dois livros da Mari Monni com a Luísa Aranha e logo logo terá resenha aqui.

 

Bem, essas foram as três leituras do mês de abril. Como vocês podem perceber, pelos meus comentários, foram leituras muito boas e bem diferentes umas das outras. Dificilmente me prendo apenas a um estilo de leitura, então podem deixar sugestões de leituras aqui, ajudando a engordar a minha lista de livros para ler esse ano.

Se você quiser adquirir qualquer um dos livros citados, vocês podem acessar o link abaixo deles. Comprando através desses links vocês ajudam o blog e assim posso trazer cada vez mais resenhas e conteúdos para vocês.

 

Um abraço e até o próximo post!

 

Escrito por: Taísa Ferreira Dias

© 2018, www.salaliteraria.com.br. Todos os direitos reservados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *